Vaticano e comissão da ONU criticam França por expulsão de ciganos

GENEBRA e CIDADE VATICANO – Uma comissão da Organização das Nações Unidas (ONU) exortou nesta sexta-feira a França a suspender a expulsão de ciganos , e condenou os discursos políticos de “natureza discriminatória” no país e a escalada de atos violentos de “caráter racista”. De forma parecida, o Vaticano também mostrou preocupação com o caso e propôs uma regulamentação específica para a minoria.

A Comissão pela Eliminação da Discriminação Racial da ONU, formada por 18 especialistas, expressou preocupação de que as centenas de ciganos que supostamente aderiram recentemente ao programa de repatriação voluntária para a Romênia não tenham sido devidamente informados sobre seus direitos, nem tenham consentido livremente a voltar ao país de origem. O grupo também advertiu Paris pelo caráter coletivo das expulsões, que visariam um grupo étnico como um todo.

– O problema é a abordagem coletiva, baseada na questão étnica – destacou Patrick Thornberry, integrante da comissão.

As críticas foram rapidamente rebatidas pelo embaixador francês para os Direitos Humanos, François Zimeray, que afirmou que o governo de Nicolas Sarkozy “respeita escrupulosamente as leis da União Europeia e trata os ciganos caso a caso”.

– Nosso objetivo não é adicionar mais drama ao que já é dramático, nem mais sofrimento ao que já existe, mas sim colocar fim a uma situação que não é mais tolerável – disse Zimeray.

A França vem expulsando por ano cerca de dez mil ciganos de seu território. A situação, no entanto, passou a atrair maior atenção de grupos de direitos humanos e da mídia quando Nicolas Sarkozy endureceu, no mês passado, a ofensiva contra os que vivem ilegalmente na França, associando-os à prostituição e à exploração de menores. Na ocasião, o presidente francês prometeu desmantelar acampamentos ilegais da minoria – cem deles já foram fechados- e expulsar 700 ciganos até o fim deste mês.

A oposição critica a investida e acusa o presidente de disseminar racismo para aumentar sua popularidade, que está em baixa. Uma pesquisa publicada nesta sexta pelo “Figaro” aponta que dois a cada três franceses apoiam a expulsão.

Fazendo coro à comissão da ONU, o Vaticano também expressou preocupação em relação à condição dos ciganos na Europa, e propôs a adoção de regras particulares para a minoria.

– Os ciganos constituem a minoria mais importante da Europa, com mais de 12 milhões de pessoas. Deveríamos criar uma regulamentação especial que leve em conta suas tradições e sua cultura – disse Agostino Marchetto, secretário do Pontifício Conselho para Migrantes.

Fonte: http://oglobo.globo.com/

Anúncios
Published in: on setembro 4, 2010 at 10:54 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://taihka.wordpress.com/2010/09/04/vaticano-e-comissao-da-onu-criticam-franca-por-expulsao-de-ciganos/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: